Multidisciplinary Reviews https://malque.pub/ojs/index.php/mr <p class="font_8"><strong>Multidisciplinary Reviews</strong> is the <em>first multidisciplinary open-access journal</em> of the world, where, EXCLUSIVELY, Review Articles, Mini-Reviews, and Research Articles with Questionnaire Applications are published. <strong>Multidisciplinary Reviews</strong> is published online by <strong><a href="http://www.malque.pub" target="_blank" rel="noopener" data-content="http://www.malquepub.com" data-type="external">Malque Publishing</a> </strong>in CONTINUOUS FLOW mode.</p> <p><strong>High Visibility:</strong> Dimensions, CiteFactor, Scilit, Google Scholar, Diadorim, Directory of Research Journals Indexing, Latindex, CrossRef, Research Bible, among others. We are already being evaluated for indexing in Web of Science (Clarivate Analytics), SCOPUS (Elsevier), and CAB International.</p> <p><strong>Rapid Publication:</strong> manuscripts are peer-reviewed. A first decision is provided to authors approximately 7-15 days after submission; acceptance to publication is undertaken in 5-7 days (median values for papers published in this journal in the first half of 2021).</p> <p><strong>Open Access</strong> free for readers, with a low Article Processing Charge (APC) paid by authors or their institutions.</p> en-US souza.junior@malque.pub (João Souza-Junior) multireviews@malque.pub (MR Team) Tue, 15 Jun 2021 00:00:00 +0000 OJS 3.3.0.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Problems of livestock reproduction with a focus on climate change https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/17 <p>Climate change in the context of livestock reproduction is primarily associated with the heat stress (HS) adverse effect on livestock fertility. In females, during periods of heat, disorders of the reproductive tract occur, the placental nutrition of the fetus and its development are affected, while in males, spermatogenesis is damaged. Reproductive technologies and reproduction management are promising mitigation measures. Some other factors can also adversely affect the reproductive function in animals. The purpose of this study to show the current state of livestock reproduction, paying special attention to the problems associated with global climate change.</p> Roman Mylostyvyi, Olena Izhboldina Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/17 Thu, 15 Apr 2021 00:00:00 +0000 “O cavalo líquido”: Como a filosofia contribui para a Medicina Veterinária https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/24 <p>Os equinos são utilizados pelo ser humano por diversos motivos desde o início da civilização, sendo retirados da natureza para um novo modo de vida, que nem sempre condiz com sua animalidade. Atualmente, há movimentos para que os animais sejam tratados de forma mais ética, o que coloca os médicos veterinários como sujeitos importantes para garantirem que isto aconteça; e para isto, precisam de uma formação reflexiva. O objetivo deste estudo foi fazer uma mini-revisão para mostrar como a filosofia pode contribuir com a medicina veterinária, principalmente na reflexão sobre o ser animal, a ética no uso dos equídeos e para nossa sociedade, nas questões que envolvem animais não-humanos.</p> João Paulo Novelletto Pisa, Denise Pereira Leme Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/24 Tue, 08 Dec 2020 00:00:00 +0000 Capacidade funcional de usuários do pilates https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/27 <p>O Método Pilates foi criado pelo alemão Joseph Hubertus Pilates, por volta dos anos 20, mas teve um reconhecimento por volta dos anos 40, na cidade de Nova Iorque, com um público mais assíduo de dançarinos da região. Sendo assim nos anos 80 teve um grande reconhecimento de suas técnicas, já por sua vez, nos anos posteriores seu método ficou mundialmente conhecido e difundido de forma ativa. Para uma boa execução, o Pilates adota de seis princípios a serem seguidos que são: concentração, fluidez, controle, precisão e respiração. O objetivo do estudo foi verificar a capacidade funcional e o nível de atividade física dos usuários que praticam o método Pilates. O estudo é uma pesquisa transversal de campo do tipo exploratória com abordagem quantitativa. O instrumento de coleta dos dados foi através de dois questionários, um dos foi o HAQ que mediu a capacidade funcional, contendo 20 perguntas, sendo que as alternativas para serem marcadas eram sem qualquer, com alguma, com muita e incapaz de fazer, relacionado ao grau de dificuldade para realizar a atividade. O outro questionário aplicado foi o IPAQ relacionado a atividade física, com perguntas relacionadas ao tempo gasto com relação a realização dessa atividade, sendo de leve a vigorosa. Foi possível verificar que o método pilates é bastante eficaz, contribuindo na melhora da qualidade de vida de seus praticantes assíduos, como por exemplo, melhorando a flexibilidade, força muscular, equilíbrio, alivia as dores, melhora a postura. Embora ainda se faça necessário mais estudos acerca do assunto.</p> Mikaele Romão de Oliveira, Roque Ribeiro da Silva Júnior, Daniela Maria Maia Silva, Kariza Barreto Lopes Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/27 Sat, 24 Apr 2021 00:00:00 +0000 Novo Coronavírus SARS-CoV-2 em Cabo Verde: Análise situacional após um ano de notificação do 1° caso https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/150 <p>O vírus SARS-CoV-2, agente etiológico da COVID-19, foi identificado pela primeira vez na China em janeiro de 2020, tendo rapidamente espalhado pelo mundo em proporções pandêmicas e causando inúmeras mortes. Entre os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), Cabo Verde foi o primeiro a notificar casos de infeção por SARS-CoV-2. Neste contexto, este estudo objetiva analisar criticamente a situação epidemiológica da COVID-19 em Cabo Verde, e as medidas governamentais adotadas para a mitigação da pandemia entre 19 de março de 2020 e 27 maio de 2021. Para tal, realizamos uma revisão da literatura em diversas bases de dados, entre as quais, as disponibilizadas pelo governo de Cabo Verde em boletins oficiais, jornais e revistas nacionais, assim como os periódicos e portais, com destaque para a base de dados da <em>Medline</em> (<em>PubMed)</em>. Os resultados sugerem que, não obstante as medidas sanitárias e socioeconômicas adotadas pelo governo, o país tem oscilado entre os picos de incidência do SARS-CoV-2, estando, um ano após a notificação do primeiro caso, com maior incidência diária e mortalidade pela COVID-19, sendo tal cenário atribuído, em parte, aos eventos político-partidários decorridos nos últimos meses, os quais geraram aglomerações e, consequentemente, aumento da morbimortalidade pelo vírus. Todavia, com a chegada das vacinas anti-SARS-CoV-2 em Cabo Verde, espera-se uma redução no número de notificações de casos diários, e das taxas da mortalidade no país.</p> Gisseila Andrea Ferreira Garcia, Valéria Tavares, Maria José Carvalho Moreno, Delisa Soraia Monteiro Vera-Cruz Martins, Cilliavini Fonseca de Sousa Afonso Varela, Mara Yone Soares Dias Fernandes, Andrêa Jaqueline Fortes Ferreira Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/150 Thu, 19 Aug 2021 00:00:00 +0000 Eficácia do Kinesiotape na dor de pacientes com osteoartrite de joelho: uma revisão de literatura integrativa https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/126 <p>A osteoartrite (OA) de joelho é uma doença musculoesquelética que se apresenta de forma degenerativa e crônica, é caracterizada por distúrbios anatômicos e/ou fisiológicos. A OA do joelho é responsável por causar dor em cerca de 9,6% dos homens e 18% das mulheres com idade superior a 60 anos e&nbsp;com mais de 200 milhões de pessoas afetadas em todo o mundo. Foi verificado em estudos anteriores que pacientes com OA submetidos a tratamentos com o uso de KT relataram efeitos benéficos após sua aplicação, incluindo melhoras na percepção da dor, aumento da função física dentre outras já que, a KT melhora o alinhamento patelofemoral reduzindo a pressão e o estresse impostos aos tecidos moles. O objetivo do presente trabalho é identificar a eficácia da utilização do kinesiotape na melhora da dor dos pacientes com osteoartrite do joelho. O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa de literatura com busca sistematizada. As pesquisas foram realizadas entres os meses de março e abril de 2021. Sendo as bases de dados: Medline, Wiley, BVS e PEDro. A pesquisa inicial foi composta por 150 artigos, sendo selecionados apenas 06, foram considerados os artigos que abordavam a temática de acordo com os descritores citados e os categorizados como do tipo ensaio clínico. Nos resultados é observado que o uso do dispositivo Kinesio Tape pode conferir melhoras à percepção de dor em pacientes idosos de ambos os sexos portadores de Osteoartrite de joelho. No entanto, não se tem uma técnica padronizada a fim de levar uma maior praticidade para os usuários.</p> Jorge Luiz da Silva, Lílian Tayná da Silva Raulino, Roque Ribeiro da Silva Júnior, Karolaynne Fernandes Silva, Daniela Maria Silva Maia, Antonio Rogério Silva, Érisson Rubens Araujo Freitas Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/126 Mon, 31 May 2021 00:00:00 +0000 Inibidores da enzima conversora de angiotensina são fatores de risco ou proteção na COVID-19? https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/119 <p>A partir da identificação da enzima conversora de angiotensina II (ECA2), como um receptor funcional para SARS-CoV-2, aventou-se que o uso crônico de inibidores de ECA2 e de bloqueadores do receptor AT<sub>1</sub> da angiotensina (BRAs II), poderia estar relacionado a regulação positiva da enzima em vários tecidos e, portanto, a uma maior suscetibilidade ao vírus. A hipótese, provocou opiniões divergentes, posto que, evidências contrárias mostraram que uma baixa expressão da ECA2 se encontra envolvida no processo patológico de lesão pulmonar após a infecção viral. Objetivamos revisar a literatura acerca do risco ou benefício do uso crônico de fármacos anti-hipertensivos em pacientes expostos ao vírus SARS-CoV-2. Realizou-se uma busca na base de dados indexados do MEDLINE/PubMed<sup>®</sup>, utilizando os seguintes descritores na língua inglesa: “<em>Angiotensin-converting enzyme inhibitors”; “Angiotensin II receptor blockers”; “Hypertension”; “SARS-CoV-2”; “COVID-19”</em>. A busca resultou em 230 publicações. Após a leitura dos resumos e artigos completos disponíveis, foram selecionados 14 estudos que mostraram compatibilidade de conteúdo com o tema. Embora seja observada a falta de consenso entre pesquisadores, o uso destes fármacos não deve ser interrompido até que maiores evidências sejam obtidas acerca do uso dos fármacos anti-hipertensivos em pacientes expostos ao vírus SARS-CoV-2.</p> Letícia Vieira de Souza, Giulia Bizi Oliveira, Paulo Cesar Mouchalouat Filho, Lorena Monteiro Borges, Marcella Rezende Mattos Coutinho, Marcel Vasconcellos Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/119 Sun, 30 May 2021 00:00:00 +0000 Aspectos antimicrobianos do mel: uma revisão integrativa https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/120 <p>O mel exibe uma considerável diversidade de características antimicrobianas incluindo um pH baixo, alta osmolaridade, presença de peróxido de hidrogênio e metilglioxal. Com isso, objetivou-se verificar os aspectos antimicrobiano do mel através de uma revisão integrativa. Foi realizada uma revisão integrativa em uma análise de todos os artigos pré-selecionados, disponível exclusivamente por meio eletrônico nas plataformas SciELO, Science Direct, Medline, Google Acadêmico, PUBVET e Lilacs. Foram selecionados estudos para compor a revisão. Os resultados confirmam que o mel possui propriedades e/ou características com ação eficaz contra fungos, vírus e bactérias. Após devida consideração e análise dos resultados obtidos através da coleta dos dados, é indiscutível a existência da capacidade antimicrobiana do mel, tornando assim viável a utilização do mesmo no tratamento de doenças infecto contagiosas, tanto no consumo de sua forma <em>in natura</em> quanto em sua aplicação tópica, dado que sua funcionalidade antimicrobiana, antiviral e antifúngica o que apenas ressaltando a importância de estudos mais profundos sobre o tema.</p> José Lucas Saraiva Nunes, Olicélia Magna Tunico de Oliveira, Lidiane Pinto de Mendonça Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/120 Sat, 29 May 2021 00:00:00 +0000 Docência escolar e dor no ombro: uma revisão de literatura https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/118 <p>A dor no ombro afeta cerca de 18 a 26% dos adultos, sendo uma das síndromes que mais acometem a população. Os professores são uma classe de risco para o desenvolvimento de distúrbios relacionados ao ombro e pescoço, principalmente pelas tarefas realizadas cotidianamente por estes profissionais, principalmente o ato de escrever no quadro em postura inadequada, produzindo desgaste e com isso, a lesão. Onde o objetivo da pesquisa foi, os docentes escolares tem dor no ombro relacionado ao trabalho? Os artigos científicos relacionados à temática foram acessados nos seguintes bancos de dados: Pedro, Lilacs e Pubmed. Como critérios de inclusão puderam ser selecionados artigos nos anos 2015 a 2020 que abordaram a temática de acordo com os descritores; estudos que tenham sido publicados dentro da Língua portuguesa e/ou Língua Inglesa, bem como ensaios clínicos randomizados, estudos exploratórios, observacionais, transversais; estudos que desenvolvessem sobre a associação entre dor no ombro e professores. Os critérios de exclusão foram: trabalhos de conclusão de cursos de graduação, teses de dissertação de mestrado e doutorado; anais de congressos e conferências; relatórios técnicos e científicos; cartas ao editor; artigos científicos incompletos. Os resultados obtidos destas pesquisas demostram que não só fatores, relacionados a característica de trabalhos destes, mas também fatores biopsicossociais, fatores psicológicos também estão relacionados a presença de qualquer distúrbio osteomuscular neste público. Concluindo que as informações nos estudos encontradas, que a dor de no ombro seja ela de qualquer natureza, é presente professores escolares.</p> Roque Ribeiro da Silva Júnior, Vinicius Firmino Barbosa, Robinson Luid Pimenta de Moraes Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/118 Sat, 29 May 2021 00:00:00 +0000 O impacto da pandemia por COVID-19 na qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas não transmissíveis https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/122 <p>A pandemia do novo Coronavírus despertou medo e incertezas, potencializando a vulnerabilidade de pessoas portadoras de Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), ao inseri-las em um grupo de maior risco para a forma grave da doença. Estudos apontam que as medidas de segurança epidemiológicas afetaram os portadores de DCNT, particularmente naqueles de baixa renda, contribuindo para o aumento da pobreza, redução da prática regular de atividades físicas e alteração dos hábitos alimentares. O cenário atual colocou em pauta a necessidade de políticas públicas voltadas para a qualidade de vida da população, tendo em vista que estas interferem diretamente no estado de saúde do indivíduo. Dante disto, objetivou-se com esta revisão discutir o impacto causado pela pandemia na qualidade de vida de pacientes portadores de DCNTs e apresentar novas perspectivas em relação ao cuidado com esses pacientes.</p> Ayllin Doria Werneck Caetano Lourenço, Marcella Rezende Mattos Coutinho Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/122 Sun, 30 May 2021 00:00:00 +0000 Bases metabólicas e funcionais do sistema neuromuscular esquelético: da formação a contração https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/123 <p>O músculo esquelético é um tipo de tecido muscular estriado altamente plástico, que consegue adaptar-se às alterações fisiológicas a partir de estímulos neurais, hormonais ou externos. Todo o trabalho e organização desse tecido altamente especializado e sofisticado é feita em conjunto, como uma unidade. Com o avanço das tecnologias, o desenvolvimento do sistema neuromuscular esquelético é cada vez mais estudado. Desta forma, a proposta do presente estudo foi explorar o sistema neuromuscular esquelético sobre suas propriedades estruturais, fisiológicas e suas respectivas funções, por meio de uma mini revisão de literatura. Este estudo é uma revisão de literatura sobre o sistema neuromuscular esquelético e todos os mecanismos envolvidos para o seu funcionamento, constituindo-se em uma construção textual informativa sem estabelecer critérios sistemáticos por parte do autor. O sistema neuromuscular esquelético representa cerca de 40 a 45% em média da massa corporal total no indivíduo adulto e armazena em torno de 50 a 75% de todas as proteínas que o indivíduo possui. Composto de vasos, nervos e fibras musculares, o músculo esquelético desempenha funções vitais, das mais simples as mais complexas, demonstrando sua importância para a sobrevivência e preservação da vida.</p> Ingrid Garcia De Sena, Tayná da Silva Gomes Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/123 Sun, 30 May 2021 00:00:00 +0000 Imunoterapia antitumoral em medicina veterinária https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/26 <p>O tratamento para neoplasias é realizado principalmente por meio de cirurgias, quimioterapias e radioterapias. Entretanto, apesar do progresso geral na terapia contra o câncer, ainda são escassas as opções de tratamentos eficazes e até mesmo curativos para determinados grupos de pacientes oncológicos. A imunoterapia antitumoral se encaixa nesta lacuna, uma vez que consiste na manipulação do sistema imunológico do próprio paciente no intuito de identificar e destruir células neoplásicas. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo revisar a literatura sobre a aplicação da imunoterapia antitumoral em medicina veterinária, seus efeitos colaterais e outros aspectos considerados pertinentes aos diferentes métodos. Além disso, a avaliação do padrão de resposta apresentada, bem como as células e componentes envolvidos foram consideradas. Para tanto, foram utilizados os sites de busca Medline, Scielo e Portal CAPES, utilizando as palavras-chaves tais como “imunoterapia antitumoral”, “anticorpos antineoplásicos” e “vacinas anticâncer”, para a seleção de artigos científicos dos últimos 10 anos. Apesar da imunoterapia agir de forma distinta de qualquer outro tipo de tratamento oncológico, sua indicação tem relação com as características do tumor e a fase do tratamento em que o paciente se encontra. A literatura abrange o estudo de diferentes estratégias de imunoterapia antitumoral com foco na aplicação em humanos; entretanto, a maioria dos testes e respostas avaliadas acontecem em diferentes espécies animais. Assim, fica claro o potencial de uso da imunoterapia antitumoral na medicina veterinária, no intuito de estimular respostas do sistema imune contra as células cancerígenas evitando a amplificação e propagação tumoral.</p> Allana Talita Schoenfelder, Lucas Airto Belarmino, Keila Zaniboni Siqueira Batista Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/26 Wed, 14 Apr 2021 00:00:00 +0000 Atividade física como prevenção da obesidade e síndrome metabólica na infância e adolescência: uma revisão integrativa https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/30 <p>A prevalência da obesidade em crianças e adolescentes tem apresentado um rápido aumento durante as últimas décadas, sendo caracterizada como uma verdadeira epidemia mundial e desempenhando papel central no desenvolvimento da síndrome metabólica (SM), também é conhecida como síndrome X sendo definida como um transtorno complexo, cinco fatores de risco preenchem os critérios para o seu diagnóstico: aumento da circunferência da cintura (CC), baixo nível de lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicérides elevados (TG), elevados pressão arterial (PA) e glicemia de jejum. Trata-se de um estudo de revisão integrativa da literatura, que contribui para o processo de sistematização e análise dos resultados de outros estudos independentes sobre o tema abordado. Esta revisão visa ainda analisar a prevalência de sobrepeso e obesidade na infância e adolescência e sua relação com a síndrome metabólica e fatores que podem intervir positivamente no quadro. Dentre os achados<br>foram selecionados 31 artigos entre os anos de 2000 e 2019 que associam a SM a um conjunto de alterações clínicas e laboratoriais, apontando ainda que a prática regular do exercício físico pode auxiliar na prevenção e/ou até minimizar os efeitos deletérios da síndrome metabólica, gerando resultados promissores quando a dieta é associada a prática regular de atividade física. Os benefícios da prática regular da atividade física em jovens vão além da perda de peso, atuando como uma terapia complementar não farmacológica, refletindo nos parâmetros metabólicos, bem-estar psíquico além da predisposição para manter a atividade física na idade adulta e, por consequência, diminuição de risco para doença cardiovascular, aumentando ainda a expectativa de vida do indivíduo.&nbsp;</p> Marcília Ingrid Lima Barroso Nunes, André Gustavo de Medeiros Matos, Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima, José Garcia de Brito-Neto Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/30 Tue, 23 Mar 2021 00:00:00 +0000 Número de séries no treinamento de força muscular: uma breve revisão narrativa de meta-análises sobre adaptações de força e hipertrofia muscular https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/28 <p>Existem recomendações de progressão do treinamento de força muscular, que também considera elevar o número de séries conforme o praticante avança no programa. Este estudo teve por objetivo verificar na literatura, dados de meta-análises que pudessem colaborar com o entendimento sobre a magnitude de ganhos de força e hipertrofia muscular em relação ao número de séries em exercícios de força muscular, de forma tal que este trabalho tem características de breve revisão narrativa. Os resultados foram de que os dados que apontam que a magnitude das adaptações musculares se dá proporcionalmente ao número de séries, e com isso fica entendido de que, apesar de algumas críticas, as recomendações do American College of Sports Medicine são coerentes.</p> Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima, Henrique Miguel, Roberto Moriggi Junior, Rodrigo Pereira da Silva, Henrique Stelzer Nogueira, José Garcia de Brito-Neto, Dilmar P. Guedes Jr Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/28 Thu, 29 Apr 2021 00:00:00 +0000 Perda de peso em judocas no período pré-competitivo: uma revisão da literatura https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/29 <p>O judô tem grande ênfase no autoconhecimento. As competições são essenciais para o desenvolvimento no esporte, os lutadores na busca de se beneficiar durante uma competição recorrem a várias estratégias de perda de peso, para assim, se classificar em uma categoria desejada. Os competidores acreditam obter vantagem sobre seus adversários lutando em uma categoria abaixo. Contudo essa suposta vantagem para ser classificado dentro da categoria de peso especifica exige sacrifícios e possíveis prejuízos. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo analisar pesquisas recentes sobre a perda de peso no período pré-competitivo em atletas de judô e seus efeitos adversos à saúde e ao desempenho. A pesquisa se caracteriza como uma revisão de literatura narrativa com busca em bases de dados e sites de busca como Google Acadêmico, Scielo, Capes e PubMed. Os achados apresentados no presente estudo mostram que na tentativa de obter vantagens, lutando com uma maior massa corporal em uma certa categoria, os lutadores utilizam da redução rápida de peso, perdendo até 5% da massa corporal em curto período de tempo com uma recuperação de até no máximo 24 horas até o combate. Entre os procedimentos mais utilizados estão: a desidratação e a restrição calórica. Tais métodos descritos acarretam a debilitação física e comprometimentos para a saúde.</p> Gustavo de Araujo, Danilo Aparecido Foster, Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima, Henrique Miguel, Dilmar Guedes Jr, Rodrigo Pereira da Silva, Igor Henrique Araújo de Moraes, Roberto Moriggi Jr Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/29 Mon, 29 Mar 2021 00:00:00 +0000 Influência da liberação de irisina induzida pelo exercício físico no tratamento do Alzheimer: uma revisão de literatura https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/31 <p>A doença de Alzheimer (DA) causa atrofia cerebral progressiva e perda de memória, levando a demência, incapacidade e morte. A irisina faz parte do grupo de miocinas, que são substâncias secretadas pelo músculo em consequência da contração. O objetivo deste trabalho foi investigar quais são os efeitos da irisina para retardar a progressão da doença de Alzheimer. Esta pesquisa tratou-se de um estudo qualitativo exploratório, de caráter bibliográfico e de levantamento teórico com base em artigos científicos dos últimos 10 anos sobre as implicações da irisina no tratamento da doença de Alzheimer. Os artigos encontrados mostraram que há interação entre a irisina com a proteína produtora da substância tóxica que caracteriza a doença de Alzheimer. Foi mostrado que os cérebros com DA têm uma quantidade menor de irisina e que esta substância apresenta um potencial protetivo aos neurônios evitando que a proteína amiloide-beta se ligue a eles, prevenindo a perda neuronal. A irisina também foi relacionada com um importante indicador de saúde cerebral, o BDNF, mostrando que a quantidade de ambos é diretamente proporcional. Além disso, pesquisas realizadas com idosos mostraram que os resultados dos testes cognitivos foram melhores com aqueles que apresentaram um nível maior de irisina no líquido cefalorraquidiano. Concluiu-se que a FNDC5/Irisina tem um grande potencial para o tratamento de pessoas com a doença de Alzheimer, que o exercício físico é algo que pode ajudar no tratamento da doença, porém há a necessidade de mais estudos que investiguem diretamente os efeitos da irisina no tratamento da DA.&nbsp;</p> Letícia Araújo Rios, José Garcia de Brito-Neto, Henrique Stelzer Nogueira, Roberto Moriggi Junior, Henrique Miguel, Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima, Priscila Afonso de Faria Pascuineli Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/31 Fri, 05 Mar 2021 00:00:00 +0000 Treinamento de força para pessoas vivendo com HIV: uma revisão narrativa https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/32 <p>Fazem parte dos efeitos colaterais da terapia com antirretrovirais (TARV) para pessoas vivendo com HIV (PVHIV) a lipodistrofia, atrofia muscular, inflamação, síndrome metabólica, entre outros, que afetam a qualidade de vida desse público. O treinamento de força muscular serve como uma estratégia relevante, porém se faz necessário compreender os mecanismos impactos fisiológicos desta estratégia. Portanto, o objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão narrativa da literatura para contribuir com essa elucidação. Para isso, foi realizada busca de artigos originais nas bases de dados PubMed, Scielo, Bireme, Lilacs e Google Acadêmico, com os descritores: HIV, treinamento, força e AIDS e os mesmos na língua inglesa (HIV, training, strength, AIDS). Foram encontrados 13 artigos originais relacionados com a proposta desse trabalho. Nota-se que os estudos evidenciaram resultados positivos para o treinamento de força muscular aplicado à PVHIV, quanto à antropometria, à composição corporal, na imunidade, e nas capacidades físicas, que estão relacionados à qualidade de vida. Compreende-se que o treinamento de força deva ser coerente para que se resulte em qualidade de vida de PVHIV.&nbsp;</p> Jones Augusto Rosas Villacrez, José Garcia de Brito-Neto, Henrique Stelzer Nogueira, Henrique Miguel, Leonardo Emmanuel De Medeiros Lima Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/32 Wed, 10 Feb 2021 00:00:00 +0000 Fadiga oncológica e exercício físico: uma revisão sistemática https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/37 <p>O câncer é uma doença complexa, em que problemas metabólicos, imunológicos e genéticos são cruciais para a desregulação hormonal, favorecendo o crescimento de células defeituosas. O tratamento do câncer é acompanhado por efeitos colaterais que geram impactos significativos na saúde, dentre eles, o mais mencionado por pacientes é a fadiga, persistindo após o tratamento. O objetivo deste trabalho foi verificar na literatura como a intervenção de exercícios físicos pode atuar na fadiga de pacientes oncológicos. Para isso, foi realizada busca de artigos originais, em que após critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados nove estudos. Apenas dois estudos não apresentaram redução significativa da fadiga em pacientes oncológicos. A literatura apresenta diversas alterações bioquímicas positivas em pacientes oncológicos submetidos ao exercício físico. Ocorre que estes dois estudos não atingiram as recomendações mínimas semanais para a prática de exercícios físicos, o que pode explicar esses resultados negativos, já que os outros sete estudos tiveram bons resultados, e os protocolos ficaram mais próximos das recomendações. Conclui-se que o treinamento físico é uma boa forma de reduzir a fadiga, e outros efeitos colaterais, em pacientes oncológicos.</p> Henrique Stelzer Nogueira, Jorge Bruno Nascimento Pereira, Aline Karla Ferreira Moreira Barros, Silvia Roberta Schmidt, Henrique Miguel, Geovany Rafael Bisol, José Garcia de Brito-Neto, Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/37 Tue, 09 Feb 2021 00:00:00 +0000 O uso da metformina no tratamento do Diabetes Mellitus Gestacional https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/34 <p>O Diabetes mellitus gestacional (DMG), caracteriza-se por intolerância à glicose a partir do segundo trimestre da gestação. Fatores de risco como idade materna avançada, obesidade, Síndrome dos Ovários Policísticos, Hipertensão gestacional, entre outros, encontram-se associados a seu desenvolvimento. A doença causa um importante impacto na saúde materna e fetal, e desse modo, recomenda-se que a partir da 24ª semana de gestação, seja realizado o teste oral de tolerância a glicose. Em relação a seu tratamento, uma das opções mais indicadas é a metformina, um hipoglicemiante oral. Embora o fármaco se mostre seguro na gravidez, não há na literatura médica evidência do aumento da taxa de malformações congênitas, morte fetal ou trauma durante o parto, permanecendo a controvérsia sobre as implicações metabólicas a longo prazo da exposição fetal ao fármaco. Analisar os riscos e benefícios associados ao uso da metformina no tratamento do DMG. Efetuou-se uma análise das publicações<br>indexadas na base de dados do MEDLINE/PubMed<sup>®</sup> (National Library of Medicine), da SciELO (Scientific Eletronic Library Online) e do Google Acadêmico entre 1º de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2019. Foram encontrados vinte estudos cujo resumo, ou acesso completo disponíveis foram validados pela correlação com o tema. O estudo sugere que maiores evidências acerca da utilização do fármaco durante a gestação e de suas implicações metabólicas de longo prazo sobre o desenvolvimento fetal sejam investigadas, por meio de estudos clínicos randomizados que abranjam um grande número de gestantes.&nbsp;</p> Beatriz R. Duarte, Gabriel S. Calian, Laís A. Rodrigues, Natalie C. Nideck Albertino, Pedro Paulo R. dos Santos, Marcel Vasconcellos Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/34 Mon, 21 Dec 2020 00:00:00 +0000 Desafios enfrentados no desenvolvimento de objetos digitais de aprendizagem e o QuiLegAl https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/33 <p>Muitos <em>softwares</em>/objetos digital de aprendizagem (ODA) estão disponíveis nas lojas virtuais, mas poucos atendem aos requisitos técnicos e pedagógicos para uso em situação de ensino. Nesse contexto, o presente artigo tem como objetivo discutir e apontar possibilidades e desafios no processo de desenvolvimento de <em>softwares</em>/ODA para dispositivos móveis voltados ao ensino de ciências e química, por uma equipe multidisciplinar. Este trabalho busca contribuir com profissionais de diferentes áreas do conhecimento no desenvolvimento de ODA para uso em situação de ensino, atendendo os aspectos técnicos e pedagógicos. Os desafios no processo de construção de aplicativos, bem como, o uso de metodologias como a ANTERA, SCRUM e XP são determinantes na construção de um ODA. Também, destaca-se o desenvolvimento de algumas implementações e questões importantes não encontras em uma única metodologia para desenvolvimento de ODA, o que pode contribuir no avanço de desenvolvimento destes recursos para o ensino visando o uso de dispositivos móveis com tecnologias digitais que respeite a autonomia e o tempo de aprendizagem do estudante, no ensino presencial, híbrido e a distância. Tais metodologias permitiram integrar os aspectos educacionais, técnicos e lúdicos/interativos na construção do ODA QuiLegAl. Esse ODA oferece atividades interativas em diferentes níveis de complexidade de abordagem. Por fim, pode-se afirmar que o uso dessas metodologias por uma equipe multidisciplinar contribui para a construção de ODA que atendam requisitos técnicos e pedagógicos requeridos para uso em situação de ensino. </p> Magaywer Moreira de Paiva, Leonardo Elias Alves, Fabio Caires de Oliveira, Cosme da Silva Lorim, Fernando Selleri da Silva, José Wilson Pires Carvalho Copyright (c) 2021 Multidisciplinary Reviews https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 https://malque.pub/ojs/index.php/mr/article/view/33 Sun, 13 Dec 2020 00:00:00 +0000