Reação e melhoramento do meloeiro visando resistência ao patógeno Macrophomina phaseolina

Authors

  • Cheyla Magdala de Sousa Linhares Universidade Federal Rural do Semi-Árido https://orcid.org/0000-0002-4809-3619
  • Glauber Henrique de Sousa Nunes
  • Márcia Michelle de Queiroz Ambrósio

DOI:

https://doi.org/10.29327/multi.2018011

Keywords:

Cucumis melo, germoplasma, podridão cinzenta do caule, herança, controle genético

Abstract

Muitos são os fatores que têm contribuído para a redução da produtividade e da qualidade dos frutos do meloeiro, apesar do mesmo apresentar excelente adaptação às condições edafoclimáticas predominantes na região Nordeste brasileira. A ocorrência de doenças é um destes fatores, destacando-se a podridão cinzenta do caule, a qual é causada pelo patógeno habitante do solo Macrophomina phaseolina Tassi (Goid.). E, uma alternativa viável ao controle deste fungo é a utilização de cultivares resistentes ou, porta-enxertos resistentes, pelo fato de ser seguro ao ambiente e ser utilizado de forma complementar a outros métodos de controle. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a reação de acessos e fazer o estudo da herança da resistência a M. phaseolina em meloeiro.

Downloads

Published

2018-08-31

How to Cite

Linhares, C. M. de S., Nunes, G. H. de S., & Ambrósio, M. M. de Q. (2018). Reação e melhoramento do meloeiro visando resistência ao patógeno Macrophomina phaseolina. Multidisciplinary Reviews, 1, e2018011. https://doi.org/10.29327/multi.2018011

Issue

Section

Review Article