As barragens hidrelétricas e os conflitos socioambientais na Amazônia

Authors

  • Carlos Otávio Rodrigues dos Santos Universidade do Estado do Pará, Paragominas, PA, Brasil.
  • Marcelo Coelho Marques Universidade do Estado do Pará, Paragominas, PA, Brasil.
  • Andrielly Oliveira de Sousa Universidade do Estado do Pará, Paragominas, PA, Brasil.
  • Dryelly Silva Ribeiro Universidade do Estado do Pará, Paragominas, PA, Brasil.
  • Antônio Pereira Júnior Universidade do Estado do Pará, Paragominas, PA, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.29327/multi.2018005

Keywords:

alumínio, política energética, recursos hídricos

Abstract

A região amazônica mantém a maior rede de drenagens do mundo, aliado a isso, a bacia hidrográfica dessa região possui um potencial para geração de energia hidrelétrica maior que o atual patamar de produção brasileiro, o qual gera cerca de 78.000 MW. O objetivo dessa pesquisa foi a realização de uma análise qualitativa entre a relação da política energética brasileira, associada ao modelo de desenvolvimento adotado para a região Amazônica os conflitos que isso origina. Os dados obtidos e analisados indicaram que no ano de 2016, a CPT registrou 14 conflitos associados aos recursos hídricos na região, dos quais 57,9% envolvem barragens hidrelétricas. Com isso, a relação do modelo energético atual aplicado à Amazônia, encontra-se em desequilíbrio, o que resulta em conflitos com as comunidades onde as UHE’s são soerguidas.

Downloads

Published

2018-05-26

How to Cite

Santos, C. O. R. dos, Marques, M. C., Sousa, A. O. de, Ribeiro, D. S., & Pereira Júnior, A. (2018). As barragens hidrelétricas e os conflitos socioambientais na Amazônia. Multidisciplinary Reviews, 1, e2018005. https://doi.org/10.29327/multi.2018005

Issue

Section

Review Article

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>