Atividade física como prevenção da obesidade e síndrome metabólica na infância e adolescência: uma revisão integrativa

Authors

DOI:

https://doi.org/10.29327/multi.2021009

Keywords:

exercício físico, obesidade, síndrome metabólica, sobrepeso

Abstract

A prevalência da obesidade em crianças e adolescentes tem apresentado um rápido aumento durante as últimas décadas, sendo caracterizada como uma verdadeira epidemia mundial e desempenhando papel central no desenvolvimento da síndrome metabólica (SM), também é conhecida como síndrome X sendo definida como um transtorno complexo, cinco fatores de risco preenchem os critérios para o seu diagnóstico: aumento da circunferência da cintura (CC), baixo nível de lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicérides elevados (TG), elevados pressão arterial (PA) e glicemia de jejum. Trata-se de um estudo de revisão integrativa da literatura, que contribui para o processo de sistematização e análise dos resultados de outros estudos independentes sobre o tema abordado. Esta revisão visa ainda analisar a prevalência de sobrepeso e obesidade na infância e adolescência e sua relação com a síndrome metabólica e fatores que podem intervir positivamente no quadro. Dentre os achados
foram selecionados 31 artigos entre os anos de 2000 e 2019 que associam a SM a um conjunto de alterações clínicas e laboratoriais, apontando ainda que a prática regular do exercício físico pode auxiliar na prevenção e/ou até minimizar os efeitos deletérios da síndrome metabólica, gerando resultados promissores quando a dieta é associada a prática regular de atividade física. Os benefícios da prática regular da atividade física em jovens vão além da perda de peso, atuando como uma terapia complementar não farmacológica, refletindo nos parâmetros metabólicos, bem-estar psíquico além da predisposição para manter a atividade física na idade adulta e, por consequência, diminuição de risco para doença cardiovascular, aumentando ainda a expectativa de vida do indivíduo. 

References

Abrantes MM, Lamounier JA, Colosimo EA (2002) Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes das regiões Sudeste e Nordeste. Jornal de Pediatria 78:335-340.

Balaban G, Silva GAP (2001) Prevalência de sobrepeso em crianças e adolescentes de uma escola da rede privada de Recife. Jornal de Pediatria 77:96-100.

Braga C (2006) Síndrome metabólica na adolescência. Adolescência & saúde 3:18-20.

Brambilla P, Lissau I, Flodmark CE, Moreno LA, Widhalm K, Wabitsch M, Pietrobelli A (2007) Metabolic risk-factor clustering estimation in children: to draw a line across pediatric metabolic syndrome. International Journal of Obesity 31:591-600.

Brandão AP, Brandão AA, Berenson GS, Fuster V (2005) Metabolic syndrome in children and adolescents. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 85:79-81.

Buff CG, Ramos E, Souza FI, Sarni RO (2007) Frequência de síndrome metabólica em crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade. Revista Paulista de Pediatria 25:221-226.

Ciolac EG, Guimarães GV (2004) Exercício físico e síndrome metabólica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte 10:319-324.

Damiani D (2000) Obesidade na Infância e Adolescência - Um Extraordinário Desafio! Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabolismo 44:363-365.

Damiani D, Kuba VM, Cominato L, Damiani D, Dichtchekenian V, Menezes Filho HC (2011) Síndrome metabólica em crianças e adolescentes: dúvidas na terminologia, mas não nos riscos cardiometabólicos. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabolismo 55:576-582.

Del Vecchio FB, Galliano LM, Coswig VS (2013) Aplicações do exercício intermitente de alta intensidade na síndrome metabólica. Revista Brasileira de Atividade Física 18:669-687.

Duarte AS, Christofoli MC, Pontin B, Paludo J (2015) Síndrome metabólica na infância e adolescência: uma revisão. Revista Brasileira de Nutrição Clínica 30:170-173.

Fernandes RA, Sponton CHG, Zanesco A (2009) Atividade Física na Infância e na Adolescência Promove Efeitos Benéficos na Saúde de Adultos. Revista Sociedade Brasileira de Cardiologia 22:365-372.

França ML, Souza SS, Marques NSF (2017) Benefícios da prática de exercício físico em pacientes com síndrome metabólica. Revista DêCiência em Foco 1:30-47.

IDF - International Diabetes Federation. The IDF consensus definition of the metabolic syndrome in Children and adolescents. Brussels-Belgium, 2007.

Loureiro Neto FM, Borges JWP, Moreira TMM, Machado MMT, Gonzalez RH (2019) Síndrome metabólica e a atividade física em adolescentes: uma revisão integrativa. Revista Saúde e Desenvolvimento Humano 7:63-72.

Lucena RGM, Barros DS, Garcia SLA, Júnior EBA, Alves LP, Diniz AFA, Alves HS, Queiroz MSR (2017) Influência da atividade física no controle da síndrome metabólica. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management 13:22-26.

Marques JGPC, Miranda VCR, Chaves LE, Teodoro ECM (2018) Exercício aeróbico como ferramenta não farmacológica na prevenção e/ou tratamento de pacientes com síndrome metabólica. Revista Ciências e Saúde 3:22-31.

Mella A (2012) Efeitos do Exercício sobre os Fatores Determinantes da Síndrome Metabólica. Saúde em Revista 12:65-74.

Nascimento FA, Guerra RLF, Souza CAB, Silva SGA (2016) Efeitos do treinamento resistido nos parâmetros da síndrome metabólica: Uma revisão sistematizada. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício 15:90-101.

Oliveira CL, Fisberg M (2003) Obesidade na infância e adolescência – uma verdadeira epidemia. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabolismo 47:107-108.

Oliveira CL, Mello MT, Cintra IP, Fisberg M (2004) Obesidade e síndrome metabólica na infância e adolescência. Revista de Nutrição 17:237-245.

Oliveira RMS, Franceschini SCC, Rosado GP, Priore SE (2009) Influência do estado nutricional pregresso sobre o desenvolvimento da síndrome metabólica em adultos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 92:103-108.

Paz COC, Nascimento TM, Monteiro BBS, Sousa EC, Silva DDO, Oliveira EM (2019) Influência do treinamento resistido nos critérios diagnósticos da síndrome metabólica e na capacidade funcional de mulheres idosas. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício 13:1270-1277.

Pereira Junior M, Andrade RD, Silveira FV, Baldissera UM, Korbes AS, Navarro F (2013) Exercício físico resistido e síndrome metabólica: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício 7:529-539.

Rodrigues NA, Perez AJ, Pires JGP, Carletti L, Araújo MTM, Moyses MR, Bissoli NS, Abreu GR (2009) Fatores de risco cardiovasculares, suas associações e presença de síndrome metabólica em adolescentes. Jornal de Pediatria 85:55-60.

Silva BO, França MS, Oliveira RK, Silva NF, Moreira GA, Albuquerque MB, Oliveira RF, Oliveira CS, Soares V (2019) Efeitos do exercício sistematizado sobre os fatores de risco para síndrome metabólica e aptidão cardiorrespiratória: revisão sistemática. Anais da XVI Mostra Acadêmica do Curso de Fisioterapia - Centro Universitário de Anápolis 7:102-111.

Silva GAP, Balaban G, Motta MEFA (2005) Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes de diferentes condições socioeconômicas. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 5:53-59.

Souza MSF, Leme RB, Franco RR, Romaldini CC, Tumas R, Cardoso AL, Damiani D (2007) Síndrome metabólica em adolescentes com sobrepeso e obesidade. Revista Paulista de Pediatria 25:214-220.

Siqueira MS, Figueiredo MPF, Lemes IR, Linares SN, Miranda RAT, Castrillón CIM, Souto LR, Souza AP, Pastre CM, Júnior JN (2016) Efeitos do treinamento resistido e aeróbio intervalado periodizados sobre o índice de massa corporal em pacientes com síndrome metabólica. Colloquium Vitae 8:22-28.

Tavares LF, Yokoo EM, Rosa MLG, Fonseca SC (2010) Síndrome metabólica em crianças e adolescentes brasileiros: revisão sistemática. Cadernos Saúde Coletiva 18:469-476.

Teixeira CGO, Silva FM, Venâncio PEM (2009) Relação entre obesidade e síndrome metabólica em adolescentes de 10 a 14 anos com obesidade abdominal. Acta Scientiarum Health Sciences 31:143-151.

Tiban RA, Prestes J (2013) Treinamento de Força e Síndrome Metabólica: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Cardiologia 26:66-76.

Downloads

Published

2021-03-23

How to Cite

Nunes, M. I. L. B., Matos, A. G. de M., Lima, L. E. de M., & Brito-Neto, J. G. de. (2021). Atividade física como prevenção da obesidade e síndrome metabólica na infância e adolescência: uma revisão integrativa. Multidisciplinary Reviews, 4, e2021009. https://doi.org/10.29327/multi.2021009

Issue

Section

Review Article

Most read articles by the same author(s)