Número de séries no treinamento de força muscular: uma breve revisão narrativa de meta-análises sobre adaptações de força e hipertrofia muscular

Authors

  • Leonardo Emmanuel de Medeiros Lima Grupo de estudos em treinamento, atividade física e saúde da Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, SP, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3182-9316
  • Henrique Miguel Centro Universitário de Jaguariúna (EAD UNIFAJ – UNIEDUK), Jaguariúna, SP, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3455-8873
  • Roberto Moriggi Junior Faculdade de Santa barbara D’Oeste (UNIESP), Santa barbara D’Oeste, SP, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0844-7985
  • Rodrigo Pereira da Silva Universidade Metropolitana de Santos (UNIMES), Santos, São Paulo, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-1020-3392
  • Henrique Stelzer Nogueira Centro Universitário de Jaguariúna (EAD UNIFAJ – UNIEDUK), Jaguariúna, SP, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-6704-4118
  • José Garcia de Brito-Neto Liga Acadêmica Multidisciplinar de Oncologia da FACENE (LAMOF), Faculdade Nova Esperança (FACENE/RN), Mossoró, RN, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-0705-6790
  • Dilmar P. Guedes Jr Centro de Treinamento Fisiologia do Exercício e Treinamento (CEFIT), São Paulo, São Paulo, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5430-4489

DOI:

https://doi.org/10.29327/multi.2021008

Keywords:

exercício, treino resistido, treino de força

Abstract

Existem recomendações de progressão do treinamento de força muscular, que também considera elevar o número de séries conforme o praticante avança no programa. Este estudo teve por objetivo verificar na literatura, dados de meta-análises que pudessem colaborar com o entendimento sobre a magnitude de ganhos de força e hipertrofia muscular em relação ao número de séries em exercícios de força muscular, de forma tal que este trabalho tem características de breve revisão narrativa. Os resultados foram de que os dados que apontam que a magnitude das adaptações musculares se dá proporcionalmente ao número de séries, e com isso fica entendido de que, apesar de algumas críticas, as recomendações do American College of Sports Medicine são coerentes.

Downloads

Published

2021-04-29

How to Cite

Lima, L. E. de M., Miguel, H., Moriggi Junior, R., Silva, R. P. da, Nogueira, H. S., Brito-Neto, J. G. de, & Guedes Jr, D. P. (2021). Número de séries no treinamento de força muscular: uma breve revisão narrativa de meta-análises sobre adaptações de força e hipertrofia muscular. Multidisciplinary Reviews, 4, e2021008. https://doi.org/10.29327/multi.2021008

Issue

Section

Review Article

Most read articles by the same author(s)